Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Ana Karolynne Goncalves

Síndrome de Heller – Causas, Sintomas e Tratamentos!

Síndrome de Heller – Causas, Sintomas e Tratamentos!
5 (100%) 2 vote[s]

Síndrome de Heller – Causas, Sintomas e Tratamentos que muitos ignoram. Além disso, a Síndrome de Heller é uma desordem durante a infância que se desintegra. A Síndrome de Heller também é chamada de psicose desintegrativa ou transtorno desintegrativo da infância. Esta condição é rara e as crianças que atingiram a idade de dois anos muitas vezes perdem habilidades como a comunicação e as habilidades sociais.

Síndrome de HellerA Síndrome de Heller ou a psicose desintegrativa é parte de um espectro mais amplo de distúrbios conhecidos como distúrbios do espectro do autismo. Indivíduos com Síndrome de Heller ou psicose desintegrativa terão desenvolvimento normal nos estágios iniciais, o que não é o caso em outras doenças do autismo.

Esta regressão é abrupta devido à perda súbita de habilidades. Além disso, o autismo pode se desenvolver muito mais cedo do que a Síndrome de Heller ou psicose desintegrativa. As abordagens tomadas para tratar a Síndrome de Heller ou a psicose desintegrativa envolvem uma combinação de terapia comportamental e médica.

Causas da Síndrome de Heller: A causa exata da Síndrome de Heller, assim como do Transtorno do Espectro do Autismo, ainda não é conhecida. Os cientistas, por outro lado, acreditam que uma anormalidade no cérebro das crianças portadoras seja a causa mais provável.

Outras doenças, como depressão e transtorno bipolar, também podem estar relacionados à Síndrome de Heller e ao Transtorno do Espectro Autista. Ao contrário do que algumas pessoas costumam pensar, a Síndrome de Heller não é causada pela privação emocional ou por uma forma específica que os pais educam seus filhos.

Sintomas da Síndrome de Heller: Um dos sintomas mais distintos da Síndrome de Heller é ter interesse obsessivo em um único tópico ou objeto, de forma que a pessoa ignora outros objetos, tópicos ou pensamentos.

Diferente de algumas crianças com transtornos de espectro autista, as com Síndrome de Heller tendem a ter bom vocabulário e habilidade com a gramática. Porém, crianças com Síndrome de Heller geralmente têm outros problemas de linguagem, como ser muito literal e ter problemas para entendem comunicações não-verbais, como a linguagem corporal. Outros sintomas da Síndrome de Heller podem incluir:

  • Rotinas e rituais obsessivos.
  • Problemas de capacidade motora, como movimentos desajeitados ou descoordenados.
  • Problemas de interação social, especialmente relacionados à comunicação com outras pessoas.
  • Sensibilidade a informação sensorial, como luz, som, textura e gosto.

Tratamento da Síndrome de Heller: O tratamento é realizado com base em muitos remédios que têm como função principal, atenuar os sintomas considerados secundários que essa doença apresenta. Dentre esses sintomas estão os transtornos de sono. Esses remédios visam também ajudar a criança a aceitar o processo de tratamento com fisioterapia, por exemplo, que pode ser muito penoso para ela, já que envolve contato social.

Os medicamentos utilizados no tratamento da Síndrome de Heller também auxiliam a criança a conseguir se readaptar ao convívio social, especialmente com a sua família. Além disso, esses medicamentos também buscam fazer com que a criança recupere ao menos em parte, o seu desenvolvimento motor, que fora perdido com a manifestação da Síndrome de Heller.Por se tratar de uma doença degenerativa do cérebro, a Síndrome de Heller tem sido alvo de muitas pesquisas, especialmente por parte dos neurocientistas e dos neurobiólogos, mas a grande verdade é que muito pouco se sabe sobre as suas causas, que podem se dar por meio de herança genética, por exemplo. O fato é que se trata de uma doença que traz muito sofrimento para as crianças e também para os pais, que sofrem ao ver seus filhos desaprendendo o básico do que haviam aprendido até então.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal de Maranhão(UFMA), do CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal de Maranhão(UFMA). Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.