Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Brenda Lima

Síndrome de DiGeorge – O que é, Causas e Tratamentos

Síndrome de DiGeorge – O que é, Causas e Tratamentos
5 (100%) 6 vote[s]

Síndrome de DiGeorge – O que é, Causas e Tratamentos adequados para esta condição. Além disso, a Síndrome de DiGeorge, mais precisamente conhecida por um termo mais amplo – síndrome de deleção 22q11.2 – é uma desordem causada quando falta uma pequena parte do cromossomo 22. Esta eliminação resulta no desenvolvimento deficiente de vários sistemas corporais.

O termo síndrome de deleção 22q11.2 abrange termos originalmente considerados como condições separadas, incluindo Síndrome de DiGeorge, síndrome de velocardiofacial e outros distúrbios que têm a mesma causa genética, embora as características possam variar ligeiramente.Síndrome de DiGeorgeOs problemas médicos geralmente associados à Síndrome de DiGeorge incluem defeitos cardíacos, má função do sistema imunológico, palato fendido, complicações relacionadas a baixos níveis de Cálcio no sangue e desenvolvimento tardio com problemas comportamentais e emocionais.

O número e gravidade dos sintomas associados à Síndrome de DiGeorge variam. No entanto, quase todos com esta síndrome necessitam de tratamento de especialistas em vários campos. Então, confira mais sobre a Síndrome de DiGeorge – O que é, Causas e Tratamentos:

Causas da Síndrome de DiGeorge: A Síndrome de DiGeorge é causada pela exclusão do segmento 22q11.2 em uma das duas cópias do cromossomo 22, afetando aproximadamente 30-40 genes. Muitos desses genes ainda não foram completamente compreendidos pelos cientistas.

O desenvolvimento da Síndrome de DiGeorge geralmente é um evento aleatório que ocorre durante a adubação no lado materno ou paterno, ou durante o tempo de desenvolvimento fetal.

A maioria dos casos da Síndrome de DiGeorge não é hereditária na natureza, já que a maioria das pessoas com Síndrome de DiGeorge não tem um histórico familiar da condição, embora possa ser passada de um pai afetado para uma criança; Isso ocorre em aproximadamente 10% dos casos de Síndrome de DiGeorge.

Sintomas da Síndrome de DiGeorge: Sinais e sintomas da Síndrome de DiGeorge (síndrome de deleção 22q11.2) podem variar de tipo e gravidade, dependendo do que os sistemas do corpo sejam afetados e da gravidade dos defeitos.

Alguns sinais e sintomas podem ser aparentes no nascimento, mas outros podem não aparecer até mais tarde na infância ou na primeira infância. Sinais e sintomas podem incluir alguma combinação dos seguintes:

  • Sofre cardíaco e pele azulada devido à má circulação de sangue rico em oxigênio (cianose) como resultado de um defeito cardíaco;
  • Infecções frequentes;
  • Certas características faciais, como um queixo subdesenvolvido, orelhas baixas, olhos largos ou um sulco estreito no lábio superior;
  • Uma lacuna no telhado da boca (palato fendido) ou outros problemas com o palato;
  • Crescimento atrasado;
  • Dificuldade de alimentação, falta de peso ou problemas gastrointestinais;
  • Problemas respiratórios;
  • Pobre tom muscular;
  • Desenvolvimento atrasado, como atrasos no rolamento, assento ou outros marcos infantis;
  • Desenvolvimento tardio do discurso ou fala nasal;
  • Atrasos de aprendizagem ou deficiências;
  • Problemas de comportamento.

Síndrome de DiGeorge

Tratamentos Para Síndrome de DiGeorge: Embora não haja cura para a Síndrome de DiGeorge (síndrome de deleção 22q11.2), os tratamentos geralmente podem corrigir problemas críticos, como um defeito cardíaco ou fenda palatina. Outros problemas de saúde e problemas de desenvolvimento, saúde mental ou comportamental podem ser abordados ou monitorados conforme necessário.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Me chamo Brenda Lima, formada em enfermagem pela EEFTESM do Rio de Janeiro desde 2016. Há alguns anos comecei a dedicar-me a produzir conteúdo no Site Dicas de Musculação para ajudar as pessoas que sofrem com uma diversidade de doenças que são oriundas da Má Alimentação. Acredito que o segredo da boa saúde é o equilíbrio, e através da boa alimentação é possível manter um corpo saudável e viver com melhor qualidade de vida.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.