Bíceps Alan Costa

Rosca Direta Com Halteres

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Dicas de Musculação

Rosca Direta Com Halteres
Gostou do post? Avalie!

Execução
1 – Segure um par de halteres à distancia do braços estendido, um de cada lado do corpo, com os polegares apontando para frente.
2 – Movimentando um braço de cada vez, movimente o halter para cima, na direção do ombro, girando a mão de modo que a palma fique voltada para cima.
3 – Abaixe o halter e repita com o outro braço.

Músculos envolvidos
Primário: Bíceps
Secundário: Braquial, braquiorradial, deltoide anterior, antebraço.

Enfoque anatômico

rosca-direta-com-halteres

Pegada: A rosca com halter fixo trabalha o bíceps de duas formas: flexão do cotovelo e supinação do antebraço. Assim, para que a contração do bíceps seja maximizada, supine a mão (palma voltada para cima) enquanto o halter é levantado.

Espaçamento das mãos: Em vez de segurar o halter no meio da barra, deslize a palma da mão de modo que o polegar fique repousando contra o lado interno do disco do halter. Essa mudança de pegada aumenta a carga sobre o bíceps durante a supinação, ativando mais fibras musculares durante a rotação do halter.

rosca-direta-com-halter-supinada

Trajetória: Posicione o torso na vertical, com a coluna vertebral reta. Frequentemente utiliza-se uma inclinação do torso como método de “trapaça” no lançamento do peso para cima com o uso do momento. A ligeira inclinação para frente facilita a fase inicial do exercício de rosca. A ligeira inclinação para trás ajuda a completar a fase final da repetição.

Amplitude de movimento: Utilize completa amplitude de movimento no cotovelo. (Estique o braço todo)

Variação
Rosca direta com halteres, em pé: Esse exercício pode ser executado na posição em pé, mas isso exige esforço muscular nas pernas. A versão sentada permite melhor enfoque.

Rosca inclinada com halteres: Quando o exercício é executado com a pessoa sentado em um banco inclinado, o esforço se concentra na parte inferior dos bíceps, perto do cotovelo.

Imagens e explicações retiradas do livro Boydbuilding Anatomy, de Nick Evans.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou Formado em Nutrição e Educação Física. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2000, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.