Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Rafael Almeida

Os 7 Sintomas da Psoríase no Couro Cabeludo!

Revisado por

Graduado em Ciências da Nutrição!

Especialista do Dicas de Musculação

Gostou do post? Avalie!

Os Sintomas da Psoríase no Couro Cabeludo que não devemos ignorar. Alem disso, a psoríase é uma doença de pele bastante comum, que se caracteriza por lesões avermelhadas e descamativas, normalmente em placas. Essas placas aparecem com maior frequência no couro cabeludo, cotovelos e joelhos, mas pés, mãos, unhas e a região genital também podem ser afetados. A extensão da psoríase varia de pequenas lesões localizadas até o comprometimento de toda a pele.

Os 7 Sintomas da Psoríase no Couro CabeludoA psoríase é uma doença crônica, autoimune ou seja, em que o organismo ataca ele mesmo – não contagiosa e que pode ser recorrente. Ela tem gravidade variável, podendo apresentar desde formas leves e facilmente tratáveis até casos muito extensos, que levam à incapacidade física, acometendo também as articulações.

Não se sabe a causa exata da psoríase. O que se acredita é que em nosso sistema imunológico existe uma célula conhecida como célula T, que percorre todo o corpo humano em busca de elementos estranhos, como vírus e bactérias, com o intuito de combatê-los.

Isso costuma trazer várias consequências, como a dilatação de vasos sanguíneos e o aumento no número de glóbulos brancos, que avançam para camadas mais externas da pele de forma muito rápida, provocando lesões avermelhadas.

Trata-se de um ciclo ininterrupto, que só tem fim com o tratamento adequado. No entanto, somente 2% a 3% de fato desenvolvem a doença. Alguns fatores que podem desencadear em psoríase, são. Sintomas da psoríase no couro cabeludo geralmente incluem os seguintes: Então, confira Os 7 Sintomas da Psoríase no Couro Cabeludo.

  • Lesões avermelhadas na pele, cobertas com uma camada branco prateada e descamativa;
  • Pequenas manchas vermelhas;
  • Pele seca, com facilidade para sangramentos;
  • Unhas espessas e esfareladas, amareladas, descoladas e com furinhos na superfície;
  • Inchaço nas articulações;
  • Articulações rígidas e doloridas;
  • Placas e descamações no couro cabeludo, cotovelos e joelhos;

Para tratar a psoríase no couro cabeludo o dermatologista pode recomendar o uso de cremes, pomadas ou comprimidos para diminuir a coceira e a aspereza da pele, além de shampoos que são especialmente indicados para este tipo de tratamento.

Assim, o tratamento da psoríase no couro cabeludo pode ser feito com betametasona com ácido salicílico em loção, ou calcipotriol dipropionato de betametasona em gel. Estes produtos devem ser aplicados nas regiões afetadas antes de deitar e devem atuar durante toda a noite, sendo retirados apenas de manhã.

Durante o banho deve-se aplicar o shampoo indicado pelo médico e ir esfregando cuidadosamente, e só depois lavar a cabeça com água para retirar completamente o produto.

Aplicar uma gaze embebida com vinagre de maçã diariamente pode ser útil para complementar o tratamento da psoríase no couro cabeludo. Tomar o chá de salsaparrilha e outros alimentos que purificam o fígado também pode auxiliar no controle da doença.

Além disso, o agrião é um excelente alimento para melhorar a aparência da pele, podendo ser consumido em pequenas quantidades diariamente, mas as gestantes devem evitar o seu consumo excessivo, consumindo apenas 1 vez por semana.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Com mais de 5 anos de experiência, Rafael Almeida é Graduado em Ciências da Nutrição pela Universidade Ceuma desde 2012. Atua em Atendimento Clínico-Nutricional, com foco no bem estar e qualidade de vida do paciente, através da reeducação alimentar e acompanhamento nutricional, com planos alimentares personalizados, de acordo com o objetivo e avaliação clínica individual, comprometido com o sucesso do tratamento de seus pacientes.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.