Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Alan Costa

Os 5 Principais Sintomas da Tendinite!

Gostou do post? Avalie!

Os Principais Sintomas da Tendinite que todos devem fica atento. Além disso, a Tendinite é a inflamação do tendão, uma estrutura fibrosa, como uma corda, que une o músculo ao osso. A inflamação se caracteriza pela presença de dor e inchaço do tendão e pode acontecer em qualquer parte do corpo, mas é mais comum no ombro, cotovelo, punho, joelho e tornozelo. Então, veja Os 5 Principais Sintomas da Tendinite:

Os 5 Principais Sintomas da TendiniteSintomas da Tendinite: O principal sintoma da Tendinite é a dor no tendão afetado. O desconforto geralmente piora com o movimento repetitivo, mas também pode estar presente enquanto o membro estiver em repouso. Também pode ocorrer inchaço ou inflamação sobre o tendão.

Quando a Procurar um Médico: Se você estiver sofrendo com os sintomas da Tendinite, vale consultar um médico para que ele descarte outras hipóteses que justifiquem a dor, tais como:

  • Algum tendão rasgado ou inflamado
  • Artrite inflamatória ou degenerativa
  • Bursite
  • Tenossinovite infecciosa

Consulte um Médico Imediatamente em Caso de:

  • Febre
  • Aumento do inchaço ou vermelhidão no local da dor
  • Aumento dos sintomas, sem alívio com o tratamento em casa.

Causas da Tendinite: O tendão não é tão forte quanto o osso e nem tão elástico quanto o músculo, portanto, no caso de sobrecarga, é a estrutura que, geralmente, mais sofre.

  • Alongamento Muscular: O alongamento intenso pressiona o tendão de modo a provocar uma lesão, caracterizada pelo processo inflamatório
  • Postura Inadequada: posturas inadequadas diminuem o espaço necessário para o bom funcionamento dos tendões, de modo que eles trabalhem de forma irregular. A longo prazo isso pode trazer o desenvolvimento da Tendinite
  • Movimentos Repetitivos: A operação de máquinas, uso de computadores e outras situações que envolvem o esforço repetitivo são os grandes vilões os tendões, além da Tendinite pode causar a ler ( lesão por esforço repetitivo).
  • Estresse: o fator psicológico de ansiedade ou tensão faz com que os músculos fiquem tensionados imperceptível, o resultado está a sobrecarga dos tendões que também precisam aguentar essa pressão.
  • Atividades Esportivas: Esportes e exercícios praticados de forma inadequada podem estirar os músculos e com isso provocar a Tendinite
  • Doenças auto-Imunes: Neste tipo de doença o sistema de defesa do organismo não funciona de acordo não age no inicio das inflamações, por isso torna-se muito mais fácil de criar Tendinite
  • Pessoas idosas: Quanto mais velho a pessoa pior é a circulação sanguínea, o que torna o tendão pouco irrigado e mais suscetível a inflamações

Complicações da Tendinite: Em alguns casos, a Tendinite pode agravar-se, levando à deposição de cristais de Cálcio no tendão, que poderá gerar uma maior desidratação e facilitar a sua ruptura, passando a ser chamada de tendinose. Neste caso, somente a cirurgia poderá solucionar o problema.

Tratamento da Tendinite: A maioria dos casos de Tendinite se resolve com alguns dias. Para melhorar o tratamento compressas de água quente podem ser colocadas na região para ajudar na circulação sanguínea. Para evitar a dor deve-se manter em repouso da região afetada. Para casos clínicos recomenda-se a acupuntura, massagem e fisioterapia para evitar que o problema reincida.

Os remédios mais recomendados são anti-inflamatórios e relaxantes musculares para aliviar a tensão do local. São os mais indicados:

  • Ibupril
  • Ibuprofeno
  • Cetofenid
  • Profenid
  • Naproxeno

Prevenção da Tendinite: A prevenção da Tendinite é muito importante principalmente para as pessoas que se enquadram como população de risco. A exemplo as pessoas idosas, que trabalham com operações repetitivas ou então que tem doenças que mantenham o corpo vulnerável.

Nestas circunstâncias a prática de atividade físicas regulares, fisioterapia e uma alimentação saudável é importante para evita que o problema se desenvolva e também garantir a saúde como um todo. Em casa devem ser praticados exercícios de alongamento e movimentação das articulações com periodicidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou Formado em Nutrição e Educação Física. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2000, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.