Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Oftalmoplegia – O que é, Sintomas e Tratamentos

Oftalmoplegia – O que é, Sintomas e Tratamentos
5 (100%) 1 vote

Oftalmoplegia – O que é, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, a Oftalmoplegia é uma paralisia dos músculos extra-oculares que controlam os movimentos do olho. Geralmente, a Oftalmoplegia envolve o terceiro (oculomotor), quarto (troclear) ou sexto (abducente) nervos cranianos. A visão dupla é o sintoma característico em todos os três casos. Em paralisia oculomotor, os músculos que controlam os olhos são afetados de tal forma que o olho deriva para fora e ligeiramente para baixo, apresentando dificuldade em se voltar para dentro e para cima.

OftalmoplegiaA pálpebra superior do olho afetado, normalmente inclina-se, uma condição chamada de ptose, sendo que, a pupila pode ficar alargada. Se a pupila for anormalmente grande, surge a possibilidade de ocorrer um aneurisma cerebral. Isto pode ser associada com a dor. Paralisia troclear envolve outro músculo e provoca um desvio vertical do olho afetado. Paralisia do nervo abducente afeta ainda outro músculo ocular, de tal forma que o olho afetado se volta para dentro em direção ao nariz, não podendo voltar para fora totalmente.

Causas da Oftalmoplegia: As causas da Oftalmoplegia pode ser congênita (presente no nascimento) ou se desenvolver mais tarde na vida. Geralmente, é causada pela interrupção das mensagens que são enviadas do cérebro para os olhos.

  • A Oftalmoplegia internuclear é frequentemente causada por esclerose múltipla, trauma ou infarto.
  • A Oftalmoplegia externa geralmente é causada por distúrbios musculares ou doenças mitocondriais, como a doença de Graves ou a síndrome de Kearns-Sayre.

Outras causas comuns incluem:

  • Enxaquecas;
  • Doença da tireoide;
  • Acidente vascular encefálico;
  • Lesão cerebral;
  • Tumor cerebral;
  • Infecção.

Sintomas da Oftalmoplegia: As pessoas afetadas pela Oftalmoplegia podem ter visão dupla ou turva. Eles também podem experimentar uma incapacidade de posicionar os olhos em sincronia. Alguns também podem ter dificuldade em mover ambos os olhos em todas as direções, e muitos terão queda de suas pálpebras.

Se a Oftalmoplegia está associada a uma desordem sistêmica, outros sintomas podem incluir dificuldade de deglutição e fraqueza muscular geral.

Diagnósticos da Oftalmoplegia: A Oftalmoplegia pode ser diagnosticada com um exame físico para verificar os movimentos oculares. Em seguida, uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada pode ser usada para estudar o olho mais de perto.

Testes de sangue podem ser necessários para determinar se está sendo causado por outra condição, como a doença da tireóide. Você pode ser encaminhado para um especialista em olho ou neurologista para esses testes.

Tratamentos da Oftalmoplegia: O tratamento para Oftalmoplegia é dirigido para corrigir eventuais distúrbios subjacentes, se possível. Em muitos casos, paralisia de nervos isolados resolve-se por conta própria ao longo do tempo, e o tratamento consiste em tratar o olho afetado para aliviar qualquer visão dupla transitória. Óculos equipados com prismas ou intervenção cirúrgica podem ser úteis para pessoas com Oftalmoplegia de longa data.

Fatores de Risco da Oftalmoplegia: A Oftalmoplegia é um pouco mais provável de ocorrer em pessoas com diabetes. Os homens com diabetes com mais de 45 anos de idade e com diabetes tipo 2 há mais de 10 anos foram recentemente identificados como uma categoria de maior risco para o desenvolvimento de Oftalmoplegia.

As pessoas que têm uma condição que afeta seu controle muscular, como esclerose múltipla ou doença de Graves, estão mais em risco do que outras. Em geral, não há fatores de escolha de estilo de vida que contribuam para estar em risco de Oftalmoplegia. Mas manter um sistema vascular saudável, mantendo um estilo de vida equilibrado, diminuirá seu risco de AVC e problemas de visão relacionados.

Sintomas da OftalmoplegiaComplicações da Oftalmoplegia: Se você foi diagnosticado com Oftalmoplegia, você provavelmente está sob observação para qualquer alteração na fraqueza muscular ou desenvolvimento de uma síndrome genética. É possível que o grau de controle muscular que você tenha diminuirá ao longo do tempo. Se você tiver visão turva, visão dupla, “flutuadores” em sua visão, uma dor de cabeça ou uma tontura repentina, entre em contato com seu médico.

Prevenção da Oftalmoplegia: A Oftalmoplegia é, na maioria das vezes, um sintoma de outra síndrome ou doença. Mas viagens regulares ao oftalmologista podem auxiliar na detecção precoce. Mesmo que você tenha uma visão normal, recomenda-se que você visite um especialista em olho  a cada dois anos. O olho tem músculos delicados que dependem de um sistema nervoso e vascular saudável para funcionar corretamente.

Gostou das dicas?

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.