Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Brenda Lima

Neurodermatite – O que é, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Enfermagem pela EEFTESM

Especialista do Dicas de Musculação

Neurodermatite – O que é, Sintomas e Tratamentos
5 (100%) 6 votes

Neurodermatite – O que é, Sintomas e Tratamentos mais adequados para esta condição. Além disso, a Neurodermatite circunscrita, que também é chamada de dermatite atópica ou líquen simples crônico, é uma alteração na pele que se dá devido ao fato de coçar ou esfregar a pele constantemente. Esta é uma doença de pele de cunho familiar muito comum e gera sintomas como irritação na pele que pode ser desencadeada pelo clima, alimentação, suor ou estresse.

Atualmente, a Neurodermatite é uma doença, que é responsável por cerca de 40% de todas as lesões da pele. Estudos recentes mostram componente neurológico na Neurodermatite etiologia. Revelou-se que a erupção aparece com as emoções negativas, estresse, tensão nervosa.NeurodermatiteNeurodermatite é a resposta da pele sobre a incapacidade do organismo para se adaptar às novas mudanças trazidas pelo estresse. Na maioria dos casos, é detectado na infância, mas na puberdade, na ausência de outras patologias desaparece independentemente.

No entanto, os pais devem ter muito cuidado, porque, na ausência de tratamento adequado de Neurodermatite podem desenvolver complicações (mudar em relevo da pele, formando uma vedação, e a probabilidade de aderir a infecção).

A causa exata da Neurodermatite não é conhecida. Às vezes, a Neurodermatite começa com algo que simplesmente esfrega ou irrita a pele, como roupas apertadas ou mordida de insetos.

Quanto mais você arranhar, mais dói. Em alguns casos, a Neurodermatite está associada a outras condições da pele – como pele seca, eczema ou psoríase. O estresse e a ansiedade podem provocar prurido também.

Causas de Neurodermatite: Não há causas únicas de Neurodermatite, mas podemos atribuir vários grupos de razões:

Doenças do trato gastrointestinal, que diminui a quantidade de enzimas digestivas (pancreatite crônica, gastrite atrófica, fermentopathy congênita).

Predisposição hereditária – estudos recentes têm demonstrado que a pele tem uma proteína – fillargin, a falta dela pode causar alergias e Neurodermatite. Desenvolvimento da proteína codificada pelo gene, o qual pode estar com defeito e ser herdado.

Violação da natureza alérgica – causa de Neurodermatite pode ser doenças alérgicas – asma, dermatite alérgica. Além disso, o desenvolvimento da doença alérgica é exacerbação da Neurodermatite.

Desordens vasculares – a causa da doença nos idosos associada a alterações vasculares ateroscleróticas, na qual a circulação sanguínea diminuída das terminações nervosas da pele.

As violações do sistema nervoso autônomo – estatisticamente a causa mais comum associada à violação da inervação dos vasos sanguíneos da pele e do trabalho “errado” de terminações nervosas. Provoca o estresse e tensão emocional.

Sintomas da Neurodermatite: A condição envolve áreas que podem ser alcançadas para coçar – a cabeça, pescoço, pulso, antebraço, tornozelo, vulva, escroto ou ânus. A coceira, que pode ser intensa, pode ir e vir ou ficar sem parar. Você pode esfregar como um hábito e enquanto está dormindo. Os sintomas da Neurodermatite incluem:

  • Descamação da pele no local;
  • Feridas na pele;
  • Espessamento da pele no local;
  • Coceira num determinado local;

Neurodermatite

Tratamento: A Neurodermatite não pode ser curada, mas os seus sintomas podem ser tratados com sucesso. O tratamento inclui um cuidado contínuo e adequado da pele, que é formulado especificamente para atender às necessidades da pele – como, por exemplo.

Prevenção: A fim de evitar o desenvolvimento de Neurodermatite, os especialistas recomendam o tratamento precoce de eczema na infância e diátese atópica, bem como para manter constantemente o bem-estar físico e mental normal.

A pele deve ser constantemente protegida contra sobreaquecimento, substâncias corrosivas e outros irritantes. Ao mesmo tempo, as pessoas que são propensas a reações alérgicas é recomendado para excluir da sua dieta alimentos que podem desencadear o desenvolvimento e a exacerbação do processo patológico e para limitar a ingestão de carboidratos e sal.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Me chamo Brenda Lima, formada em enfermagem pela EEFTESM do Rio de Janeiro desde 2016. Há alguns anos comecei a dedicar-me a produzir conteúdo no Site Dicas de Musculação para ajudar as pessoas que sofrem com uma diversidade de doenças que são oriundas da Má Alimentação. Acredito que o segredo da boa saúde é o equilíbrio, e através da boa alimentação é possível manter um corpo saudável e viver com melhor qualidade de vida.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.