Ombro Alan Costa

Levantamento lateral com cabo, inclinado pra frente

Gostou do post? Avalie!

Execução
1 – Com o pegador esquerdo na mão direita, e o direito na mão esquerda, fique em pé no meio, e em seguida, incline o corpo para a frente usando a cintura, com as costas retas e paralelas ao chão.
2 – Levante as mãos para cima em um arco até o nível dos ombros, de tal modeo que os cabos se cruzem.
3 – Abaixe os pegadores até a posição inicial, com a mão direita diretamente à frente do tornozelo esquerdo e a mão esquerda diretamente à frente do tornozelo esquerdo.

Músculos envolvidos
Primário: Deltóide posterior
Secundário: Deltóide lateral, trapézio, rombóides, infra-espinal, redondo menor, redondo maior.

Enfoque anatômico

Levantamento lateral com cabo, inclinado pra frenteTrajetória: Pra enfatizar o deltóide posterior, os braços devem se movimentar diretamente para fora, afastando-se dos lados do corpo. Se as mãos forem levantadas em um arco anterior na frente da sua cabeça, o trapézio e o deltóide lateral contribuirão para o exercício.

Posição do corpo: O isolamento do deltóide posterior será melhor com o torso paralelo ao chão, e não inclinado com o tórax e a cabeça em posição superior.

Amplitude de movimento: A amplitude de movimento no início do exercício aumentará se você permitir que as mãos se cruzem (com o descruzamente dos cabos) durante o abaixamento dos pegadores. O aumento da distância e o maior alongamento fazem com que o deltóide posterior trabalhe mais intensamente.

Resistência: Ao contrário dos levantamentos com halteres, em que a resistência varia durante o levantamento, a polia de cabo permite resistência unifiorme ao longo de todo o movimento.

Pegada: O pegador do cabo não permite que sejam feitas mudançãs na posição ou pegada das mãos.

Levantamento lateral com cabo, inclinado pra frenteVariação
Unilateral: Esse exercício pode ser feito utilizando um braço de cada vez. Isso permite que você modifique a amplitude de movimento, mediante o ajuste da posição inicial ou final. Essa versão possibilita o levantamento da mão até um nível mais elevado, e além disso, faz um alongamento mais prolongado embaixo. Gerando assim, mais trabalho para o deltóide posterior. Estabilize o torso, repousando a mão livre na coxa.

Imagens e explicações retiradas do livro Boydbuilding Anatomy, de Nick Evans.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou Formado em Nutrição e Educação Física. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2000, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.