Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Ana Karolynne Goncalves

Indigestão – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

NUTRIÇÃO - CRN6-MA 16199

Indigestão – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
Gostou do post? Avalie!

Indigestão – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, a Indigestão popularmente conhecida como dispepsia, é o nome dado à sensação de desconforto na parte superior do abdômen durante ou logo após uma refeição. A Indigestão pode causar dor no estômago ou inchaço. Você também pode ter azia, náuseas e vômitos.

IndigestãoOutros sintomas comuns de Indigestão incluem:

  • Sentir-se cheio durante uma refeição e não conseguindo terminar de comer;
  • Sentir-se extremamente cheio depois de comer uma refeição de tamanho normal;
  • Sensação de queimação no estômago ou esôfago;
  • Sensação de ronco no estômago;
  • Gazes excessivos.

É importante que você não ignore os sintomas graves de Indigestão. Consulte o seu médico imediatamente se tiver algum dos seguintes problemas:

  • Vômito grave;
  • Vômito que é sangrento ou que parece um café;
  • Perda de peso inexplicada;
  • Fezes pretas;
  • Dificuldade de deglutição.

Causas da Indigestão: Em alguns casos, a Indigestão resulta em comer em excesso ou comer muito rápido. Comer alimentos picantes, gordurosos e gordurosos também aumenta o risco de Indigestão. Acostumar logo após as refeições pode dificultar a digestão dos alimentos, aumentando o risco de desconforto abdominal.

Outras causas comuns de Indigestão incluem:

  • Fumar;
  • Beber muito álcool;
  • Efeitos colaterais de medicamentos (especialmente anti-inflamatórios não esteroides, como aspirina, ibuprofeno e naproxeno).

Os hábitos alimentares e as opções de estilo de vida não são as únicas causas possíveis de Indigestão. Às vezes, os sintomas de Indigestão indicam um problema grave no trato digestivo superior. Doenças digestivas comuns que podem causar Indigestão incluem:

  • Doença de refluxo ácido (também denominada GERD);
  • Câncer de intestino;
  • Anormalidades pancreáticas ou do ducto biliar;
  • Úlceras pépticas (feridas no revestimento do estômago e esôfago causadas pela bactéria H. pylori).

Às vezes, não há nenhuma causa conhecida de Indigestão. Isso é chamado de dispepsia funcional. A dispepsia funcional pode ser causada por motilidade muscular anormal (ação de aperto) na área onde os músculos do estômago digerem e movem alimentos para o intestino delgado.

Sintomas da Indigestão: Os sintomas mais comuns da Indigestão são dores no peito ou no estômago. No entanto, muitas pessoas queixam-se da sensação de enfartamento, desconforto e de gases, podendo ainda sentir náuseas ou vômitos e perda de apetite.

Diagnósticos da Indigestão: Seu médico provavelmente começará fazendo perguntas sobre seu histórico médico e hábitos alimentares. Você será submetido a um exame físico e seu médico poderá solicitar imagens de raio-X do seu abdômen para verificar se há alguma anormalidade no trato digestivo. O seu médico também pode coletar amostras de sangue, respiração e fezes para verificar se existe um tipo de bactéria que causa úlceras pépticas.

Um exame endoscópico do trato digestivo superior também pode ser usado para verificar se há anormalidades. Com uma endoscopia, seu médico passa suavemente um pequeno tubo com uma câmera e uma ferramenta de biópsia através do esôfago e no estômago. Isso permite que seu médico verifique o revestimento do trato digestivo para doenças e colete amostras de tecido para serem testadas quanto a infecção ou câncer.

Você estará suavemente sedado para este procedimento. Uma endoscopia gastrointestinal superior (GI) pode diagnosticar DRGE, úlceras, infecção e câncer.

Tratamentos Para Indigestão: O Tratamento para Indigestão pode ser feito das seguintes formas:

Medicamentos: Vários medicamentos podem tratar a Indigestão, embora você possa ter efeitos colaterais. Os antiácidos de venda livre como Maalox e Mylanta ajudam a neutralizar o ácido estomacal, mas podem causar Diarreia ou constipação.

Os antagonistas dos receptores H2 (H2RAs), como Zantac e Pepcid, trabalham para reduzir o ácido do estômago. Os efeitos colaterais destes medicamentos incluem:

  • Náusea;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Erupção ou prurido;
  • Prisão de ventre;
  • Dor de cabeça;
  • Sangramento ou hematomas.

Medicamentos prescrito como o Reglan e Motilium, melhoram a ação muscular (motilidade) do trato digestivo. Esses medicamentos podem causar depressão, ansiedade, movimentos involuntários ou espasmos e fadiga. Devemos tomar muito cuidado com os efeitos colaterais destes medicamentos. Os efeitos colaterais destes medicamentos incluem:

  • Náusea e vomito;
  • Prisão de ventre;
  • Diarreia;
  • Tosse;
  • Dor de cabeça;
  • Dor lombar;
  • Tontura;
  • Dor abdominal.

Mudanças no Estilo de Vida e Cuidados Domiciliares: A medicação não é a única opção de tratamento para a Indigestão. Você pode melhorar a digestão e aliviar sintomas incômodos com ajustes de estilo de vida simples. Por exemplo:

  • Coma refeições menores ao longo do dia.
  • Evite alimentos picantes e gordurosos que possam provocar azia.
  • Coma mais devagar e não coma antes de deitar.
  • Pare de fumar.
  • Perder o excesso de peso corporal.
  • Reduza a quantidade de café, refrigerantes e álcool que você consome.
  • Descanse bastante.
  • Pare de tomar medicamentos que irritam o revestimento do estômago, como os AINE e a aspirina.
  • Reduza o estresse através da terapia de yoga ou relaxamento.

Causas da IndigestãoPerspectiva de Vida Para Pessoas com Indigestão: Embora a falta de digestão seja um problema comum, você não deve ignorar a Indigestão que é crônica, grave ou não responde à medicação sem receita médica. Se não for tratada, os sintomas de Indigestão podem interferir com a qualidade da sua vida.

Se você não consegue administrar a Indigestão em casa, fale com seu médico para determinar a causa subjacente da Indigestão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal de Maranhão(UFMA), do CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal de Maranhão(UFMA). Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.