Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Frieira – O que é, Causas e Tratamentos

Frieira – O que é, Causas e Tratamentos que muitos desconhecem. Além disso a Frieira ou pé-de-atleta são dois nomes para um mesmo problema: um tipo de micose, cientificamente chamada de Dermatofitose, que afeta principalmente os pés, mas que pode ocorrer também na virilha (nesse caso pode ser chamada de coceira de jóquei), no couro cabeludo e nas unhas. A frieira é uma infecção causada pelo fungo Tricophyton e seus principais sintomas são vermelhidão, ardência, coceira e descamação na área afetada. Se ocorrer entre os dedos dos pés,a área pode ficar rachada, além dos sintomas citados. A frieira nas unhas as deixa grossas, quebradiças e descoloradas. Se ocorrer no couro cabeludo pode haver descamação, vermelhidão e coceira no local.

Pode ocorrer também uma falha temporária de cabelos, e estes tornam-se facilmente quebradiços. Apesar dos sintomas desagradáveis, é um fungo relativamente normal, quer dizer, você mesmo já teve frieira ou conhece alguém que também já teve, pois ela é contraída por contato direto com pessoas infectadas ou esporos do fungo no ambiente. A frieira também ocorre com os animais, e os humanos podem se infectar através deles.

FrieiraA frieira pode ser diagnosticada pelo simples olhar do dermatologista, ou por você mesmo diante da listagem dos principais sintomas da frieira. Luzes ultravioleta podem diagnosticar fungos e testes laboratoriais também fornecem um diagnóstico seguro. Fazê-los dependerá da análise e da demanda do seu dermatologista.

Causas da Frieira: O fungo Tricophyton causador da frieira pode atacar a pele de várias partes do corpo provocando manchas vermelhas e arredondadas e com descamação que coçam. Se aparecem no couro cabeludo, podem provocar queda de cabelo e manchas que descamam.

Na virilha, é conhecida como “coceira de jóquei”, provocando coceira e inchaço. Nos casos mais sérios, as fissuras que aparecem podem minar um líquido e a pele torna-se mais fina e dolorida no local. Algumas vezes, infecções bacterianas secundárias podem complicar o quadro. Frieiras são transmitidas facilmente por contato direto com a pessoa infectada ou com superfícies contaminadas como pisos de banheiros e vestiários, praias e piscinas.

Sintomas da Frieira: Os sintomas da frieira são:

  • Coceira na região afetada;
  • Descamação da pele;
  • Ardor local e
  • Mau cheiro.
  • O indivíduo com estes sintomas deve consultar um médico dermatologista para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Prevenção da Frieira: Uma mesma pessoa pode ter frieira várias vezes na vida.O paciente não cria imunidade contra o fungo. Portanto, medidas de prevenção são importantes. Manter os pés frequentemente secos e bem lavados é o principal modo de reduzir a incidência da frieira. Algumas outras dicas também são importantes na prevenção:

  • Nunca frequente vestiários, chuveiros ou banheiros públicos descalço. No mínimo, use chinelos.
  • Após molhar os pés, antes de calcar qualquer calçado, tenha certeza que os mesmos estão bem secos, principalmente nas regiões entre os dedos.
  • Ao longo dia, mantenha os pés o máximo possível de tempo em contato com o ar. Evite manter os pés fechados em calçados por várias horas seguidas, principalmente em ambientes quentes.
  • Após a prática de exercícios, lave os pés e troque as meias e os calçados úmidos.
  • Mantenha as unhas sempre curtas e limpas.
  • Lave os pés diariamente.
  • Não compartilhe meias e sapatos com outras pessoas.
  • Use talco antifúngico para manter os pés secos.

Causas da FrieiraTratamentos da Frieira: Além dos cuidados básicos com a higiene e o hábito de secar muito bem os pés, principalmente entre os dedos, não compartilhar objetos pessoais e chinelos, etc., podemos tratar as frieiras com tratamentos caseiros que podem ajudar a dar um fim nesse incômodo!

  • Veja algumas receitas simples de preparar para o tratamento
  • Enxaguar os pés depois do banho com hipoclorito de sódio. Dizem que arde e tem cheiro forte, mas cura!
  • Cozinhe 2 batatas em um litro de água, sem sal e, depois de morna, deixe os pés em imersão nessa água por uns 20 minutos, duas vezes ao dia.
  • Esmague 3 dentes de alho e deixe-os de molho em água por 5 horas, depois lave as regiões afetadas e friccione a pele com essa água.
  • Rale um nabo e faça compressas nos locais com frieiras por quinze minutos, três vezes ao dia.
  • Faça massagens nos locais afetados com óleo de amêndoas;
  • Diluir suco de limão em água e lavar as partes afetadas;
  • Diluir suco de maçã em água e lavar as áreas com o problema.

Gostou das dicas?

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.