Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Valéria Carneiro

Doença de Buerger – O que é, Causas e Tratamentos

Revisado por

Drª. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Dicas de Musculação

Doença de Buerger – O que é, Causas e Tratamentos
3.3 (66.67%) 9 votes

A Doença de Buerger – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que não devemos ignorar. Além disso, a Doença de Buerger é uma Doença inflamatória que acomete artérias e veias de pequeno e médio calibres das partes distais dos quatro membros. Esta afecção afeta predominantemente indivíduos do sexo masculino, com idade entre 20 a 40 anos e que fazem uso do tabaco. Apenas aproximadamente 5% dos pacientes são do sexo feminino.

Doença de Buerger Apesar da etiologia dessa Doença de Buerger ainda não ter sido elucidada, somente indivíduos que fumam a desenvolvem e, caso continuem a fazer uso do fumo, esta é agravada. Em consequência do fato de apenas alguns fumantes desenvolver a Doença de Buerger, acredita-se que exista algum fator que torne o indivíduo mais propenso. Então, confira Doença de Buerger – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos.

Causas da Síndrome de Bueger: A causa da doença de Buerger nem é sempre conhecida. Alguns pacientes com esta Doença de Buerger podem ter predisposição genética. A doença de Buerger começa provocando edema (inchaço) das artérias e formação de coágulos nos vasos sanguíneos, restringindo o fluxo sanguíneo normal e impedindo que o sangue circule livremente pelos tecidos. A privação de nutrientes e oxigênio resulta em morte tecidual.

O risco de desenvolver a doença de Buerger aumenta quando o paciente fuma muito. Os pesquisadores não sabem ao certo a razão pela qual fumar produtos com tabaco aumenta o risco, mas a relação entre o tabaco e a Doença de Buerger é bem documentada. De acordo com os especialistas da Mayo Clinic, quase todos os pacientes com doença de Buerger fazem uso de tabaco.

Sintomas para Doença de Buerger: A doença de Buerger geralmente começa com dor nas regiões afetadas, seguida de fraqueza nas mesmas regiões. Os sintomas incluem:

  • dor nas mãos e nos pés ou pernas e braços (a dor pode ir e vir);
  • feridas abertas nos dedos dos pés e das mãos;
  • veias inflamadas;
  • dedos dos pés ou das mãos pálidos em temperaturas frias.

Tratamento para Doença de Buerger: O tratamento para doença de Buerger deve ser acompanhado pelo clínico geral, mas normalmente é iniciado com a diminuição da quantidade de cigarros fumados por dia, até que o indivíduo deixe de fumar, uma vez que a nicotina promove o agravamento da Doença de Buerger. Além disso, o indivíduo também deve evitar utilizar adesivos ou remédios com nicotina para deixar de fumar, devendo pedir ao médico para prescrever remédios sem essa substância. Não existem remédios para tratar a doença de Buerger, porém alguns cuidados na doença de Buerger incluem:

  • Evitar expor a região afetada ao frio;
  • Não utilizar substâncias ácidas para tratar verrugas e calos;
  • Evitar feridas por frio ou calor;
  • Utilizar sapatos fechados e pouco apertados;
  • Proteger os pés com ligaduras almofadadas ou utilizar botas de espuma;
  • Fazer caminhadas de 15 a 30 minutos 2 vezes por dia;
  • Elevar a cabeceira da cama cerca de 15 centímetros para facilitar a circulação sanguínea;
  • Evitar remédios ou bebidas com cafeína, pois provocam estreitamento das veias.

Causas da Doença de Buerger

Nos casos em que não existe bloqueio completo das veias, as cirurgias de bypass ou de retirada de nervos podem ser utilizadas para impedir o espasmo das veias, melhorando a circulação sanguínea. O tratamento fisioterapêutico para doença de Buerger não cura o problema, mas ajuda a melhorar a circulação sanguínea através de exercícios e massagens feitos, pelo menos, 2 vezes por semana.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Drª. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiência Clínica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.