Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Ana Karolynne Goncalves

Diverticulite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Gostou do post? Avalie!

Diverticulite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, a Diverticulite é uma inflamação da parede interna do intestino,geralmente no intestino grosso. O sintoma mais comum e grave é a dor súbita no lado inferior esquerdo do abdômen. Beber muita água e comer alimentos ricos em fibras pode ajudá-lo a evitar a Diverticulite.

DiverticuliteEsta condição é chamada de diverticulose quando os sacos aparecem pela primeira vez, mas ainda não estão inflamados ou infectados. Quando estes sacos ficam agudamente infectados ou inflamados, é chamado de Diverticulite.

Os divertículos são mais comuns no intestino grosso. No entanto, eles podem se desenvolver em qualquer lugar do seu aparelho digestivo. A dor no lado inferior esquerdo do abdômen pode indicar Diverticulite, especialmente quando é acompanhada por hemorragia retal. Esta condição é tratável, mas pode se repetir. A diverticulose e os ataques recorrentes de Diverticulite são os dois componentes da doença diverticular.

Causas da Diverticulite: Até hoje não sabem o certo o que causa a Diverticulite, mas a ingestão de uma dieta com pouca fibra é pensada para contribuir para a formação dos sacos. Comer fibra com hidratação adequada ajuda a suavizar as fezes. As fezes macias são mais fáceis de passar.

Uma dieta rica em fibras pode causar problemas como constipação. Com constipação, é necessária mais pressão para passar as fezes. Os médicos acreditam que o aumento da pressão do cólon pode levar ao desenvolvimento de divertículos. A Diverticulite ocorre quando a matéria fecal hospeda-se nos divertículos e provoca infecções.

Sintomas da Diverticulite: Um dos principais sintomas da Diverticulite é a dor repentina no lado inferior esquerdo do abdômen é o sinal mais comum e mais grave de Diverticulite. Essa dor pode piorar em alguns dias.

Outros sinais de Diverticulite são:

  • Dor abdominal e ternura, geralmente no lado inferior esquerdo;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Prisão de ventre;
  • Febre;
  • Gás ou inchaço;
  • Diarreia;
  • Perda de apetite;
  • Sangramento retal geralmente vermelho brilhante.

Fatores de Risco da Diverticulite: Existem diversos fatores que podem lhe colocar em maior risco para contrair a Diverticulite,esses fatores são:

Não Comer Bastante Fibra: Não comer fibras suficientes é um problema comum em países onde grande parte da população come alimentos processados. Isso inclui os Estados Unidos.

Tomar suplementos de fibras ou comer mais legumes frescos e produtos de farelo podem ajudar. Você deve tentar consumir pelo menos 20 a 25 gramas de fibra por dia, que é cerca de 5 porções de frutas, legumes, feijão e grãos integrais.

Prisão de Ventre: A constipação coloca tensão nos músculos durante a evacuação intestinal. A tensão constante pode aumentar seu risco de desenvolver divertículos em seu cólon. Uma vez que a Diverticulite aparece, é muito mais provável que infecções bacterianas ou fezes possam entrar nos divertículos e inflamá-los ou infectá-los, causando Diverticulite.

Obesidade: Ser obeso aumenta o risco de Diverticulite. Um estudo concluiu que um alto índice de massa corporal (IMC) e circunferência da cintura contribuíram para hemorragia diverticular e Diverticulite.

Diagnósticos da Diverticulite: A Diverticulite pode ser diagnosticada através de perguntas feitas por seu medico a respeito de seus sintomas e seus históricos médicos. O seu médico também realiza um exame físico, verificando a dor no abdômen. Eles podem verificar se há sangue nas fezes.

Um exame de sangue também pode ser necessário para descobrir se a contagem de glóbulos brancos é maior do que o normal. Isso pode indicar uma infecção. Seu médico também pode solicitar uma tomografia computadorizada para verificar se há divertículos infectados. Uma tomografia computadorizada usa imagens de raios-X guiadas por computador.

Causas da DiverticuliteTratamentos da Diverticulite: O tratamento da Diverticulite dependerá do seu quadro clinico, o seu médico recomendará a medicação necessária de acordo com seus sintomas, em casos de sintomas mas grave, você pode precisar ficar internado, em casos mais leves:

Tratamento em casa: O tratamento em casa pode incluir:

  • Descanso em cama, que pode variar de alguns dias a uma semana ou mais;
  • Dieta líquida para permitir que seus intestinos se descanse e seus divertículos para curar;
  • Antibióticos prescritos, como ciprofloxacina (Cipro), levofloxacina (Levaquin) ou metronidazol (Flagyl).

Tratamento no hospital: Se você desenvolveu alguma complicação, seu médico pode pensar que é melhor para você receber tratamento hospitalar. Complicações podem incluir um bloqueio nas entranhas ou um abscesso (um saco cheio de pus).

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal de Maranhão(UFMA), do CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal de Maranhão(UFMA). Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.