Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Ana Karolynne Goncalves

Dermatite de Estase – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos!

Gostou do post? Avalie!

Dermatite de Estase – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que todos devemos saber. Além disso, A dermatite de estase tende a ocorrer nas pessoas que têm veias varicosas (dilatadas e sinuosas) ( Veias varicosas) e inchaço (edema). Ela costuma aparecer nos tornozelos, mas pode espalhar-se até os joelhos. A princípio, a pele fica vermelha e apresenta uma leve escamação. Passadas várias semanas ou meses, fica pardacenta. Algumas zonas da pele podem se romper e acabar formando uma ferida aberta (úlcera), geralmente perto do tornozelo. Por vezes, as úlceras podem sofrer uma infecção bacteriana. A Dermatite de Estase faz com que se sinta coceira, vermelhidão e inchaço nas pernas, mas não causa dor. No entanto, as úlceras são, geralmente, dolorosas. Contudo, a pele pode ficar dura, espessa e delicada, uma complicação chamada lipodermatoesclerose.Dermatite de Estase

Dermatite de Estase é uma inflamação crônica da pele que afeta a região inferior das pernas, principalmente os tornozelos. Esta doença é caracterizada por descamação, calor e edema que deixam a pele com uma coloração castanha escura. Então, confira Dermatite de Estase O que é, Causas e Tratamentos

Causa da Dermatite de Estase: A principal razão para Dermatite de Estase é má circulação do sangue nas veias das pernas. A função da perna veias é enviar o sangue dos membros inferiores para o coração. No entanto, quando as veias da perna estão em falta, insuficiente de sangue chega ao coração. O resultado mais sangue estagna ou piscinas na parte inferior da perna. Há congestionamento do sangue na parte inferior da perna. Células do líquido e sangue agora escapar dos vasos sanguíneos no espaço e no tecido da pele. A perna está inchada. Pele é esticada e torna-se fina e irregular. Coceira, descamação e siga erupções cutâneas.

A seguir, estão os fatores responsáveis ​​pela Dermatite de Estase:

  • Varizes: Nesta condição as veias das pernas tornam-se grossas e alargada e tortuosa. É devido a válvulas das veias fracas.
  • História da trombose venosa profunda.
  • Histórico de fazer o trabalho na posição de pé por algum tempo.
  • Doença cardíaca, tais como insuficiência cardíaca congestiva.
  • Estilo de vida sedentário
  • Obesidade
  • Hipertensão
  • Insuficiência renal crônica

Dermatite de Estase é causada pelo acúmulo de sangue e de líquidos sob a pele, por isso, geralmente aparece em mulheres adultas com problemas de varizes e inchaço nas pernas.

Os Principais Sintomas da Dermatite de Estase: As lesões cutâneas de Dermatite de Estase geralmente se desenvolvem na parte inferior da perna, do tornozelo e perto ligeiramente acima dela.

  • É geralmente começa com prurido, pele escamosa seca no interior da perna, um pouco acima do tornozelo.
  • A pele na área afetada pode tornar-se manchas vermelhas e vermelhas pequenas podem desenvolver.
  • Devido à acumulação de fluido na parte inferior da perna, há inchaço.
  • A pele torna-se mais espesso escuro após um período de tempo.
  • O paciente pode se queixar de dor nas pernas.
  • Como a pele fica fina, ela pode quebrar em qualquer pressão ou zero. Lentamente úlceras desenvolver nessa área.

Tratamento Para Dermatite de Estase: Para uma cura completa, Dermatite de Estase deve ser tratada de duas formas. A causa que é responsável para o desenvolvimento de Dermatite de Estase deve ser tratada. Em segundo lugar você precisa para gerenciar os sintomas que resultam exclusivamente da Dermatite de Estase.

  • O paciente com Dermatite de Estase é aconselhado a manter a perna levantada o mais rápido possível. Ele irá reduzir o inchaço em suas pernas e melhorar a circulação sanguínea.
  • Pomadas e cremes esteroides consistentes são muitas vezes prescritos. Reduzir a Dermatite de Estase e alterações inflamatórias da pele.
  • Usar meias elásticas ou bandagem de apoio da perna afetada durante todo o dia. Isso irá reduzir o inchaço e acelerar a circulação do sangue em direção ao coração. E ‘preciosa no tratamento conservador de varizes.
  • O paciente com Dermatite de Estase deve evitar coçar. Ele deve cortar as unhas.
  • Aplicação de pomada antibiótica na Dermatite de Estase, se houver uma úlcera infectada. Paciente também pode precisar de antibióticos orais.
  • Os paciente com Dermatite de Estase Evite ficar em pé por muito tempo.
  • Aplicar gel de áloe vera, se há muito comichão.

tratamento da Dermatite de Estase é  a longo prazo tem como finalidade reduzir a possibilidade de o sangue estagnar nas veias dos tornozelos. Quando está sentada, a pessoa deve elevar as pernas acima do nível do coração. As meias de compressão sob receita médica, adequadamente ajustadas (meias de compressão), também impedem a estagnação do sangue e diminuem o inchaço. As meias de suporte que se vendem nos centros comerciais não são adequadas.

Para as Dermatite de Estase recentes, as compressas calmantes, como as tiras de gaze embebidas em água corrente ou acetato de alumínio (solução de Burow), podem fazer com que a pele melhore e podem ajudar a prevenir infecções, mantendo a pele limpa. Se a doença piorar, como é comprovado pelo aumento de calor, pela vermelhidão, pelas úlceras pequenas ou pela presença de pus, podem usar-se curativos mais absorventes. Os cremes e pomadas com corticosteroides também ajudam e são associados, frequentemente, com uma pasta de óxido de zinco que se aplica de imediato numa camada fina. Os corticosteroides não devem ser aplicados diretamente sobre uma úlcera, porque isto impedirá a sua cicatrização.

Quando uma pessoa apresenta úlceras grandes generalizadas, podem ser utilizados curativos úmidos especiais que contenham hidrocoloides ou hidrogel. Só são administrados antibióticos quando a pele está infectada. Por vezes, é possível realizar enxertos de pele de outras partes do corpo, para cobrir úlceras muito grandes.

Algumas pessoas com Dermatite de Estase podem precisar de uma bota de pasta Unna, que é uma bandagem elástica cheia de uma pasta gelatinosa que contém zinco. Essa cobertura é aplicada no tornozelo e na parte inferior da perna, onde endurece, de forma semelhante ao gesso, mas mais fina. Essa bota limita o inchaço e ajuda a proteger a pele de possíveis irritações e a massa acelera a sua cura. No início, essa bota é mudada a cada 2 ou 3 dias, mas depois pode ficar durante uma semana. Depois que a úlcera cicatriza, um suporte elástico deve ser aplicado antes que a pessoa levante pela manhã. Independentemente do curativo usado, a redução do inchaço (geralmente com compressão) é essencial para a cicatrização.

Na Dermatite de Estase, a pele fica irritada com facilidade. Não se devem administrar cremes com antibióticos, nem cremes de primeiros socorros (anestésicos), álcool, tintura de hamamélis de Virgínia, lanolina, nem outras substâncias químicas, uma vez que podem piorar ainda mais a doença.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal de Maranhão(UFMA), do CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal de Maranhão(UFMA). Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.