Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Valéria Carneiro

Cisto Pilonidal – O que é, Sintomas e Tratamentos

Cisto Pilonidal – O que é, Sintomas e Tratamentos
4.1 (82.86%) 7 vote[s]

O Cisto Pilonidal – O que é, Sintomas e Tratamentos que não devemos ignorar. Além disso, Cisto Pilonidal é a formação de uma bolsa a partir de qualquer tecido do corpo que pode compreender em seu interior ar, líquido, pus ou outro fluido. O cisto pilonidal é uma doença crônica muito comum, variante do cisto dermoide, e aparece habitualmente na região terminal da coluna vertebral (região sacrococcigiana ou sacrococcígea), conhecida popularmente como cóccix, alguns centímetros acima do ânus.

Cisto Pilonidal

Recebeu o nome Cisto Pilonidal, que significa “ninho de pêlos”, pois é muito frequente que se encontre cabelos dentro do cisto pilonidal , além de fragmentos de pele, glândulas sebáceas e glândulas sudoríparas. Quando o acúmulo desse material resulta em uma inflamação , dando sinais de infecção e pus, o cisto pilonidal é também chamado de abscesso pilonidal. Apesar de ser conhecido por ocorrer na região do cóccix, o cisto pilonidal também pode surgir nos olhos, nariz, axilas, couro cabeludo e ao redor do umbigo. Então, confira Agora Cisto Pilonidal – O que é, Sintomas e Tratamentos.

Sintomas do Cisto Pilonidal: Os sintomas do cisto pilonidal só existem quando eles inflamam, nesses casos, os pacientes sentem inicialmente:

  • Dor na região da prega entre as nádegas, que, em poucos dias, pode piorar;
  • Inchaço;
  • Vermelhidão;
  • Calor na região do cisto pilonidal ;
  • Fissuras na pele quando a inflamação é muito intensa aparecem pequenos “buraquinhos” na pele por onde sai o pus.

Existem casos em que os cistos pilonidais não inflamam, e os pacientes não sentem qualquer sintoma, visualizando, por vezes, apenas uma pequena abertura na pele na região acima do ânus, no couro cabeludo, axila ou umbigo, onde estiver o cisto pilonidal.  O melhor médico para tratar e curar o cisto pilonidal é o um cirurgião com especialidade de coloproctologia.

Causas do Cisto Pilonidal: As causas da Cisto Pilonidal são motivo de controvérsias até hoje. Inicialmente, acreditava-se que era causada por uma má formação que ocasionava um acúmulo de tecidos embrionários na região subcutânea (abaixo da pele), pois é o que ocorre com outras variantes de cistos dermoides. Ou seja, tratava-se de uma doença congênita (presente desde o nascimento).

Entretanto, nos Estados Unidos, durante a Segunda Guerra Mundial, houve um aumento significativo da incidência em soldados, fator que levou muitos pesquisadores e médicos a acreditarem que poderia ser uma doença adquirida. Atualmente, portanto, acredita-se que existem fatores que causam o aparecimento do Cisto Pilonidal. São eles:

Pêlos Encravados: Os fios se curvam e penetram novamente o folículo piloso, onde continuam crescendo, sendo tratados pelo organismo como corpos estranhos, o que resulta em um processo inflamatório. Frequentemente forma-se um pequeno canal subcutâneo antes de dar origem ao Cisto Pilonidal (seio pilonidal), e por essa abertura pode sair o material de dentro da bolsa. A ausência do folículo piloso (estrutura responsável pela geração de pêlos) nas bolsas indica que o cabelo não nasceu naquele local, e sim foi empurrado até lá.

Atrito e Pressão na Área Sacrococcígea: Serve tanto através do uso de calças muito apertadas quanto em casos de pessoas que passam muito tempo sentados durante o dia, tanto em casa, no trabalho ou realizando algum esporte como ciclismo ou equitação.

Calor e Transpiração: O suor acumulado no interior da pele pode resultar em um processo inflamatório. Dessa forma, obesidade, sedentarismo e falta de higiene são fatores que estimulam a ocorrência do Cisto Pilonidal.

Traumas: Não há comprovações de que traumas na região sacrococigiana possam ser a causa de um Cisto Pilonidal, mas é certo que eles podem levar à inflamação de um Cisto Pilonidal pré-existente.

Sintomas do Cisto PilonidalTratamento de Cisto Pilonidal: O tratamento do Cisto Pilonidal é cirúrgico. Antibióticos ou medicamentos não são capazes de resolver o problema de forma definitiva. A cirurgia para retirada do Cisto Pilonidal é simples e o tempo de recuperação costuma ser rápido. Pode haver uma cura espontânea de pequenos cistos pilonidais após drenagem do conteúdo, mas isso não costuma acontecer com frequência. Vale dizer que existe uma grande diversidade de opiniões entre a comunidade médica sobre qual é o melhor método de tratamento para o Cisto Pilonidal.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Drª. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiência Clínica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.