Doenças e Tratamentos Ana Karolynne Goncalves

Catarata – O que é, Causas, sintomas e Tratamentos

Gostou do post? Avalie!

Catarata – O que é, Causas, sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso a Catarata é uma opacidade parcial ou total do cristalino. O cristalino é uma lente biconvexa natural do olho localizado atrás da pupila. Ele colabora na convergência dos raios luminosos para formação da imagem na retina, portanto qualquer alteração na sua constituição afeta a visão nítida.

CatarataCausas da Catarata: A Catarata é uma doença multifatorial e pode ser congênita ou adquirida. A principal causa da Catarata é o envelhecimento do cristalino que ocorre pela idade, denominada de Catarata senil. Porém também poderá estar associada a alterações metabólicas que ocorrem em certas doenças sistêmicas, (ex. Diabetes Mellitus), oculares (ex. uveíte), tabagismo, alcoolismo, secundária ao uso de certos medicamentos (ex. corticoides) ou a trauma ocular (contuso, perfurante, por infravermelho, descarga elétrica, radiação ultravioleta, raios X, betaterapia ou queimaduras químicas graves).

Sintomas da Catarata: Existem alguns tipos de Catarata. Nem toda Catarata prejudica a visão ou afeta a vida diária. Para aquelas que o fazem, os sintomas comuns incluem:

  • visão nublada, confusa ou nebulosa
  • Visão com brilho de lâmpadas ou do sol
  • Dificuldade de dirigir à noite devido ao brilho dos faróis
  • Mudanças frequentes na prescrição de óculos
  • visão dupla
  • Melhoria da visão de perto que, em seguida, fica pior
  • Dificuldade em fazer as atividades diárias por causa de problemas de visão.

Os pais precisam prestar atenção para sinais de Catarata em bebês e crianças:

  • A criança pode não olhar diretamente para um ponto ou não responder a rostos ou objetos grandes e coloridos. Uma criança que não consegue encontrar pequenos objetos quando está engatinhando pode ter Catarata;
  • A criança pode apresentar proteger os seus olhos mais do que o esperado quando sob luz solar intensa. Isso acontece por causa do brilho refletido nos olhos causado por uma Catarata
  • Os olhos da criança podem estar desalinhado e não se concentrarem em um mesmo ponto ao mesmo tempo (estrabismo)
  • Os olhos afetados podem ter movimentos errantes repetitivos (nistagmo). Isso geralmente é um sinal tardio de Catarata. Este sinal pode não se desenvolver até que o bebê atinja vários meses. A remoção da Catarata, provavelmente, não vai corrigir toda a perda de visão nesse ponto.

Diagnósticos da Catarata: O diagnóstico da Catarata pode ser feito através de exames dos olhos que incluem teste de acuidade visual, exame de olho dilatado, e tonometria.

  • O teste de acuidade visual mede como a pessoa consegue ver em várias distâncias.
  • No exame de olho dilatado, colírio é pingado nos olhos para dilatar as pupilas. O médico usa então lentes especiais para examinar a retina e nervo ótico para procurar por sinais de danos e outros problemas oculares.
  • Na tonometria, um instrumento mede a pressão dentro do olho. Colírio anestésico pode ser aplicado aos olhos nesses testes.

Causas da CatarataTratamentos da Catarata: A Catarata pode ser tratada definitivamente com uma cirurgia. Óculos e lentes de aumento também são ótimas opções para aliviar os sintomas nas fases inicias, mas para corrigir definitivamente o problema, a única opção é operar.

Em geral, a cirurgia de Catarata é indicada quando a opacificação do cristalino já é grande o suficiente para interferir nas atividades comuns do dia a dia. O ideal é o médico decidir conjuntamente com o paciente a melhor hora de operar. Ao contrário do que acontecia antigamente, quando a técnica cirúrgica ainda era pouco desenvolvida e os riscos de complicações eram altos, não é mais preciso esperar a Catarata chegar a estágios muitos avançados para se operar. Se a Catarata incomoda o paciente, isso já motivo suficiente para marcar a cirurgia.

Nas crianças, porém, a conduta é diferente. Assim que o diagnóstico da Catarata é feito, o médico deve programar a cirurgia, pois a Catarata atrapalha o desenvolvimento normal do olhos nos bebês.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal de Maranhão(UFMA), do CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal de Maranhão(UFMA). Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.