Alimentos Saudáveis Osmar da Costa Junior

As 5 Ervas Para Tratar a Deficiência de Magnésio

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Musculação

As 5 Ervas Para Tratar a Deficiência de Magnésio
5 (100%) 4 votes

As Ervas Para Tratar a Deficiência de Magnésio são fundamentais para manter o equilíbrio do organismo. Além disso, o magnésio é um mineral essencial, mas a maioria das pessoas não consome o suficiente. É necessário para mais de 300 reações celulares! Síntese de DNA, função nervosa e ritmo cardíaco dependem do magnésio. A deficiência pode ser revertida com não apenas o consumo de alimentos e suplementos, como também de ervas.

Para os homens, o requisito diário recomendado é de 400 a 420 miligramas. As mulheres devem consumir 310 a 320 miligramas. Ambos os grupos não cumprem esses níveis, e o consumo baixo é ainda mais provável em homens mais velhos com mais de 71 e mulheres adolescentes.

O que Causa Deficiência de Magnésio: Os rins impedem a deficiência interrompendo o excesso de excreção urinária. De qualquer forma, um baixo consumo ainda pode causar problemas. Algumas fontes de magnésio são frutas, folhas verdes, grãos não refinados e nozes.

Além disso, caso os rins comecem a falhar, uma maior quantidade de magnésio pode ser perdida através da urina. É um problema provável para alcoólicos e diabéticos tipo 2. Doenças gastrointestinais, como Crohn e celíaca, podem interromper a absorção de magnésio. Às vezes, os medicamentos prescritos têm o mesmo efeito.

Sinais de Deficiência de Magnésio: Cerca de 23% dos adultos americanos entre idades de 25 a 74 têm baixo teor de magnésio no sangue. Caso um uma deficiência se desenvolva, os sinais iniciais podem ser confundidos com outros problemas. Faça um exame de sangue para saber com toda eficácia. Os primeiros sinais de magnésio são:

  • Náusea;
  • Fadiga;
  • Entumecimento;
  • Tingling;
  • Cãibras musculares;
  • Mudanças de comportamento;
  • Batimentos cardíacos anormais.

Caso a deficiência de magnésio não seja constatada e tratada, os sintomas à longo prazo pode incluir:

  • Doença cardíaca;
  • Osteoporose;
  • Diabetes tipo 2;
  • Enxaqueca.

Ervas para deficiência de magnésio Amêndoas, espinafre e castanha de caju são ótimas fontes de magnésio. Mas não se limite à alimentos! Estas ervas também podem aumentar o seu consumo de magnésio.

1# Tomilho: O tomilho é uma das Ervas Para Tratar a Deficiência de Magnésio e oferece Também, Cálcio, Potássio e Ferro. Uma colher de chá oferece 1 miligrama de magnésio. É uma erva popular para produtos assados saborosos, mas também pode ser adicionado em sopa e vegetais assados.

2# Manjericão: Duas colheres de sopa de Manjericão fresco cortado têm 3 miligramas de magnésio. É um motivo delicioso para ser adicionado em macarrão, sopas e molhos. Ainda melhor, use folhas de Manjericão para fazer uma salada Caprese. Sendo uma das Ervas Para Tratar a Deficiência de Magnésio.

3# Coentro: O Coentro é usado em muitas cozinhas diferentes e é uma das Ervas Para Tratar a Deficiência de Magnésio. Ele vai refrescar uma refeição enquanto adiciona 5 miligramas de magnésio em 9 raminhos.

4# Endro: Conhecido também por Dill, esta erva é deliciosa. 5 raminhos têm 1 miligrama de magnésio, juntamente com algumas quantidades de Cálcio e Potássio. Misture o dill fresco com iogurte para cumprir suas necessidades de magnésio.

Ervas Para Tratar a Deficiência de Magnésio5# Sálvia: Ama os sabores da terra? Use a sálvia, que tem 3 miligramas de magnésio em 1 colher de chá. Esta erva é saborosa em pratos de outono, como pão de Abóbora, sopa de Abóbora, e recheios. Caso ame este chá, adicione estas ervas secas em água quente. Adicione o suco de Limão ou Mel para adoçar.

Obviamente, consumir essas Ervas Para Tratar a Deficiência de Magnésio não vai curar a deficiência de magnésio. Você terá que consumir os alimentos, junto com suplementos. Juntos, esses remédios irão reverter a deficiência e evitar problemas futuros.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista. Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Musculação" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.